Segunda Leva – A Receita da Weiss

Nesse post colocarei a receita sem o passo-a-passo que usei pra explicar o sistema no post sobre a receita da Primeira Leva.

A receita que fiz foi a seguinte:

– 2,5kg de malte Pilsen

– 2,5kg de malte de Trigo

– 250g de malte Munich

– 20g de lúpulo Hallertauer

– 1 pacote de levedura WB-06

– 16 L de água na panela de fervura (de cima)

– 16 L de água na panela cervejeira (de baixo)

– aqueci a água a 53ºC

– coloquei o malte e esperei decantar

– mantive 1 hora a 68ºC

– mantive a 78ºC durante 15 minutos

– fiz a fervura intensa durante 1 hora (dessa vez com fogareiro de alta pressão!), colocando o lúpulo no início da fervura

Pro resfriamento do mosto, como não fiquei satisfeito com o desperdício de água do processo sugerido pelo fabricante do equipamento, resolvi fazer o seguinte:

– coloquei o mosto na panela de cima

– coloquei muito gelo e água na panela de baixo

– liguei o sistema (bomba elétrica) e fiz a recirculação do mosto passando por dentro do chiller imerso na água gelada

O resultado foi satisfatório mas ainda não fiquei satisfeito, não deu tão certo como eu esperava e por isso na terceira brassagem fiz diferente.

Feito o resfriamento inoculei a levedura hidratada e misturei ao mosto no fermentador.

É importante antes de começar a fazer a brassagem ter este passo-a-passo todo escrito pra evitar esquecimentos!

Esse post foi publicado em 2 - Segunda Leva: Weiss, Minhas Cervejas, Receitas Cameriere e marcado , . Guardar link permanente.

4 respostas para Segunda Leva – A Receita da Weiss

  1. Boa Amilcar, precisamos compartilhar nossas experiências para que todos aprendam com os nossos erros e acertos.
    Abraço
    Linus – Rotenfuss Bier
    http://rotenfussbier.wordpress.com

  2. Oliver disse:

    Alemão,

    Gostei do blog, bem didático e cheio de informações úteis ao iniciante. Faltava um blog que falasse com o iniciante nível 1. Parabéns.

Os comentários estão encerrados.