Décima Leva: A Brassagem da Cameriere Dotô Saulo Helles Ale

Havia combinado com meu primo Saulo de fazer uma brassagem pra ele assistir e ele me pediu que fizéssemos o estilo de cerveja preferido dele: Munich Helles.

Comprei os insumos na sexta-feira e já deixei tudo preparado pro início no domingo pela manhã, às 9 horas.

Quando ele chegou, com nosso amigo Rodrigo, levamos o equipamento, montamos e já começamos a mostura. Aqueci a água a 55ºC e colocamos os maltes.

Eu, Rodrigo e meu primo “Dotô” Saulo.

Aguardamos uns 15 minutos pro malte decantar e seguimos a receita, subindo a temperatura pros 67,5ºC. Foi bom por que os dois ajudaram no controle da temperatura, cada hora um via como estava e seguiu tudo em ordem até o final.

Por volta das 13h começamos a fervura, que durou 1 hora exatamente. O resfriamento do mosto aconteceu em cerca de uma hora e meia, então terminamos tudo por volta das 16h.

Mais uma vez não tive problema nenhum durante a brassagem, sinal de que estou melhorando o conhecimento dos processos!

 

Esse post foi publicado em A 10 - Décima Leva: Dotô Saulo "Helles Ale", Minhas Cervejas e marcado , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Décima Leva: A Brassagem da Cameriere Dotô Saulo Helles Ale

  1. Luno de Souza disse:

    Caras!
    esse blog é muito show, várias dicas, Obrigado!
    O dono do blog faz parte do Rotaract Praia Grande?
    Abraços

  2. Rodrigo disse:

    Parabéns pelo Blog! Gostaria de saber onde vc compra o malte, etc… Abs

  3. André disse:

    eu acompanho seu blog há um tempo, é muito, agora vendo essa foto eu acho que te conheço. vocâ namorou a dona do restaurante La Fortuna?

Os comentários estão encerrados.