Décima Segunda Leva: A Brassagem da Primeira Summer Ale

Dia de estréia do equipamento novo e por isso batizei a cerveja como Primeira Summer Ale, a primeira feita na nova “máquina”.

Lúpulos em pellets, flores secas de Ibisco e tubos de levedura líquida.

Lúpulos em pellets, flores secas de Ibisco e tubos de levedura líquida.

Organizei as coisas ontem, coloquei os fogareiros, butijão de gás, panelas, mangueiras, etc, tudo em seus devidos lugares.

Fiz a mostura com fogo direto na panela e recirculação por bomba,

Fiz a mostura com fogo direto na panela e recirculação por bomba,

Hoje comecei por volta das 11 horas da manhã. Como as panelas novas são bem maiores que as antigas (20L passei pra 100L) demorou bastante pra encher, cerca de 15 minutos.

Aqueci a água até 45ºC e as 11h30 coloquei o malte, depois esperei uns 15 minutos pra decantar.

Mosto transferido da panela de mostura pra panela de fervura.

Mosto transferido da panela de mostura pra panela de fervura.

Subi pra 50ºC por onde mantive das 11h53 às 12h23. Depois fiz 60ºC das 12h35 às 13h05, terminando com a rampa de 70ºC também por meia hora. Mash-out (78ºC) das 13h51 às 14h01.

Transferi o mosto por bomba, fiz a lavagem dos grãos e comecei a fervura por volta das 14h40, deixando ferver por 1 hora.

Panela de fervura já com o lúpulo de amargor colocado.

Panela de fervura já com o lúpulo de amargor colocado.

Depois fiz o whirpool e me esqueci de colocar os whirflocs. Não sei se prejudicou muito, quando fiz o resfriamento e passei o mosto pro fermentador não me pareceu suja.

Dessa vez resfriei usando chiller de placas, com contra-fluxo, é muito mais fácil e rápido do que o chiller de serpentina. Esqueci de cronometrar o resfriamento, mas é muito rápido.

Ainda bem que deu tudo certo, agora é esperar e torcer!

Esse post foi publicado em A 12 - Décima Segunda Leva: Primeira Summer Ale, Minhas Cervejas e marcado , , , , . Guardar link permanente.