Décima Quarta Leva: A Brassagem da Cameriere Samba Obama Black IPA

Decidi brassar depois de um longo período sem fazer cerveja. Estava com o fundo falso novo e querendo estreá-lo. Como vamos fazer uma cerveja da minha loja Capitão Barley ainda nesse ano resolvi arriscar uma Black IPA pra ver como sairá.

Chamei os amigos cervejeiros e alguns deles vieram me ajudar: Douglas Giacomini (e sua esposa Carmen), Leonardo Satt, Rodrigo Casarin, Maurício Ghigonetto e Osvaldo Henrique (e a namorada Dani). Foi uma tarde divertida com churrasco, muita cerveja, música e cerveja na panela!

Montei tudo logo cedo de manhã e por volta das 12h o Fred chegou, aí sim consegui acender o fogo e começar a brassagem. Foram quase 30 kilos de malte, 480 gramas de lúpulo e muita risada.

Tudo correu bem, o fundo falso funcionou perfeitamente em conjunto com a bazuka. Da receita original apenas me esqueci de colocar os 3 kilos de açúcar durante a fervura, mas o resultado ficou ótimo.

Agora é esperar o fermento trabalhar e beber o resultado!

Esse post foi publicado em A 14 - Décima Quarta Leva: Cameriere Samba Obama Black IPA, Minhas Cervejas. Bookmark o link permanente.